Pesquisar este blog

segunda-feira, 22 de março de 2010

PC/internet e o paradigma da comunicação

Quando cada um de vocês chega em casa, corre para o quarto e liga o computador para acessar a internet, onde todos são bravos, corretos e desafiadores. Tudo o que são e o que não são na vida real. O grande problema, porém, é que na internet o fluxo da mídia não é unilateral.
Em meu PC, o som de minhas teclas ecoa nos quartos de vocês. Na tela vocês leem textos avidamente, tanto quanto os eruditos de outrora. Só que não se dão conta do conteúdo que estão lendo. No processo de criar um texto, em que o cara mostra quem realmente é quando está por detrás dos teclados, surge um grande problema: nossa sociedade é adepta da manipulação de informação.
Estou cansado da imensa massa de e-mails com verdades secretas que batem à porta do meu correio eletrônico. Quem sabe se eu ler 200 e-mails desses por semestre, graduo-me em "trogloditagem", "estupidez" ou mesmo "panaquice".
Um cara associa algumas fotos a textos e passa a criticar ideias que essas pessoas nunca escreveram. Ele coloca em letras garrafais as palavras que julga necessárias e distorce a realidade. É triste como isso acontece com frequência!
É impossível encontrar um e-mail político, seja qual for seu alinhamento, que não tente manipular a verdade ou a opinião de quem o lê. A manipulação da mídia de TV, como o Kauê mostrou, é triste, mas é aberta, tem nome e assinatura na matéria. Mas na internet ela é, em sua ampla maioria, anônima.
O que mais me incomoda é que as pessoas acreditam em tudo o que leem sem confirmar suas fontes, como se fosse uma tese de mestrado previamente aprovada por uma banca de doutores. Isso mostra que, mesmo lendo como nunca antes, nossa sociedade continua com preguiça de pensar e pesquisar.
Em um país com ampla exclusão digital, essas ideias fazem parte da vida somente daqueles que não conhecem a pobreza de fato (pois têm acesso à rede). É por isso que a última eleição foi pouco afetada pela manipulação digital, que fica mais forte conforme aumenta a inclusão.
O que se lê pode ou não ser verdade. Pesquise e exponha sua opinião, excluindo minha influência.
---------------------------------------------------------------------
Em tempo: em momento algum disse, ou acredito, que seja melhor a alienação do que a leitura de uma matéria jornalística. O texto critica as pessoas que escrevem, sem pensar, um monte de baboseiras e outros leem como se fosse verdade. Foi um texto, como diz o próprio título, direcionado para a internet. O pessoal precisa melhorar a leitura.

23 comentários:

Bella disse...

Acho que o certo é voce pesquisar e depois fazer uma conclusao voce mesmo, pois ser influenciado hoje em dia é muito facil, mas tambem nao podemos ficar alheios ao mundo a nossa volta.E nao confiar em sites ou pessoas que conhecemos na internet, pois no mundo virtual a realidade pode ser muito distorcida. Por isso algumas vezes pessoas que marcam encontros pra conhecer uma pessoa que a descobriu pelo orkut acaba nao dando certo, e , muitas vezes tendo um fim tragico.

Paulo disse...

Eu concordo com a Bella pelo fato de que quando se escuta uma noticia deve pesquisar melhor para saber o que é verdade e o que foi manipulado pela midia.

Mas eu descordo um pouco do Germano, nem tudo o que vemos é falso ou detalhes que foram escluidos, dependendo do canal (como um serto canal que nem presiso comentar qual é) que asvezes mostra fatos do cotidiano que são verdade, porque eles sempre pesquisão antes de publicar a materia.

Mas de qualquer jeito é bom pesquisar dependente do canal que você assiste e de sua confiança nele.

Paulo 9A

João 9A disse...

Concordo plenamente com a Isabela, se não me engano; O problema é que ninguém, pelo menos eu, não faço pesquisa assim, como diz a Sonia Facco: Eu aposto e ganho que várias pessoas também fazem de outro jeito.
Ser influênciado é a coisa mais fácil que tem, por exemplo, McDonalds, que temos todo aquele lanchão lá, daí quando você chega lá, tem um pãozinho com hamburguer e uma saladinha lá. Então, tem que ter um censo feito pelo governo ou algo assim, pois, distorce totalmente a imagem do lanche, mas não é sempre que acontece isso.

Bom tópico Germano (:

Daniel disse...

Isabella, acho que o que você escreveu resume todo o texo. Muitas vezes nós recebemos e-mails (eu sei disso por experiência própria) que influenciam você a não ver ou até mesmo ver determinados programas de televisão. Eu acho que, se o cara não gosta de determinado programa de televisão, ele tem que chegar pro amigo dele e dizer o que ele acha, e não influenciar o amigo. Afinal, quem decide quais programas vamos assistir ou em quais sites nós vamos entrar, somos nós mesmos.

Daniel Lemos 9A

Germano disse...

@paulo
Não me refiro à mídia da televisão, mas sim a internet.

Raquel disse...

Penso que tanto na TV (citada acima) como na internet existem verdades e mentiras. Muitos relatos podem ser reais ou falsos.
Agora o que mais me irrita são aqueles e-mails correntes que escrevem em letra colossal: "Novo golpe". Quando na verdade muitos são mentira. Todos tentam te influenciar a fazer isso e não fazer aquilo.
Acho que não podemos nos manter alienados com o que nos dizem e também nao sermos alheios a tudo. Temos que ter discernimento pra conseguir enxergar se aquilo é uma grande bobagem ou se achamos que é verdade, pesquisar sobre o assunto.

larissa 9ºb disse...

nossa faz tempo que eu não comento nada. então bora lá.

eu, particularmente, não curto varios tipos de e-mails que me mandam, principalmente dos tipo corrente, então as vezes uma pessoa que como eu não gosta ja deleta de 1ª e não é influenciada por tal e-mail, só que se oda vez que eu abro a internet em casa e ja vem o site da uol/terra/ou seja la oq for sempre tem aquelas matérias de destaque que você acaba indo ver do que se trata, e então é uma enchurrada de coisas na sua cabeça, dai da aquela preguiça de ver se é verdade e pronto temos um influenciado!

espero ter mostrado meu ponto

Matheus disse...

Com certeza temos que ter cuidado com o que nos é exposto na internet, to cansado de receber e-mail escrito:"IMPORTANTISSIMO" ou então "NÃO DEIXE DE VER", mas o que é mais importante no que o Germano disse, foi o fato de que precisamos pesquisar para entender melhor certas coisas e ai sim forma uma opinião, e não pesquisar apenas em uma fonte como "globo.com", "uol noticia" ou até o "msn.com" é preciso ver vários artigos sobre o mesmo tema para ver a coisa dos dois lados e avaliar se você concorda ou não com a opinião de outro individuo.
@Paulo
A palavra "certo" se escreve com C não com S.

Lucas Rosamilha disse...

nossa, eu odeio, mas ODEIO quando me mandam aquelas m* de email com "IMPORTANTÍSSIMO" ou "RECADO PARA SUA FAMÍLIA" ou até de viagra --'.

mudando de assunto, é CLARO que devemos ler matérias e tal e tal, mas não podemos simplesmente acreditar em tudo que se diz lá, podemos até ver a mesma matéria em outros sites, para ver como o jornalista coloca.
POR EXEMPLO,hoje mesmo, li uma notícia no globoesporte.com, falando que o Marcos(goleiro do Palmeiras) tinha abandonado o treino por desentendimentos com colegas de equipe. Agora à noite ele deu uma declaração falando que é uma coisa de treino, nada de anormal, que todos ficam bravos em treino mas que tudo que ele fala vira notícia. Podemos ver que a mídia, no caso da internet, está tentando manipular o leitor, fazendo-o pensar que há uma crise(maior ainda) no clube.

obs: eu peguei esse exemplo porque simplesmente só conheço esse, nada por causa do clube ou querendo mudar de assunto.

Germano disse...

@Rosamilha
o e-mail que me motivou a escrever esse post foi um que chamava os guerrilheiros, que lutaram contra a ditadura pra que pudessemos falar o que quiséssemos, de terroristas. pior ainda, chamar os militares, que matavam a população que queria abrir o bico, de vítimas.
baita inversão de valores...

VitinhoxD_8A disse...

Acho que realmente nós precisamos nos informar e tal... mas tambem temos que ter cuidado com o que nós lemos,que pode acabar sendo algo que nos influencia,podendo fazer com que nós,passarmos a sermos influenciadores daquela escrita....

*!Leleka!* disse...

Acho que não devemos acreditar em tudo que lemos na internet(por exemplo o wikipedia, lá qualquer pessoa pode colocar informações,sendo verdadeiras ou falsas). Então é importante nós pesquisarmos se as informações que nós lemos são verdadeiras, em fontes confiáveis).

Alessandra 8°B

Bia disse...

Também concordo com a bella, quando ouvimos ou vemos alguma notícia é sempre bom pesquisar sobre ela. Quando temos trabalhos escolares, a maioria sempre escolhe pesquisar na wikipédia, eu, pelo menos, pesquiso na wikipédia também, mas vou em outras fontes ve sobre oque esta falando. Pois como é um site livre, qualquer um pode colocar qualquer coisa lá.

Beatriz 9ºB

Lucas Rosamilha disse...

@germano
é uma baita inversão mesmo.

Anônimo disse...

A manipulação está presente em quase tudo, até na nossa fala. Quando mostramos nosso ponto de vista, quase sempre queremos convencer o interlocutor a aceitá-lo.

Quanto a questão dos e-mails, daqui a pouco vão pedir para os projetistas do Microsof Office aumentarem os tamanho máximo da letra e criarem novas cores para chamar mais atenção!

Sinceramente, o jornal que acho que é o mais manipulador, ou pelo menos é o que dá para perceber mais é a "Folha de São Paulo".

Eric 1ªA

Germano disse...

@Eric
"Aí sim fomos supreendidos novamente."
Se quiser, estou no aguardo pra ler um texto seu!

Giancarlo disse...

Na minha opnião, a manipulação é algo constante em qualquer tipo de mídia, e nunca vai existir uma mídia limpa e livre de manipulação, principalmente a internet. O problema da internet é que, com o poder do anonimato, qualquer um pode tentar a manipulação de massas, com baboseiras sem sentido e talz. O pior que ter anônimos juntando fatos, moldando e deixando do jeito que querem, é ter pessoas que absorvem esses fatos como verdade absoluta sem ao menos uma reflexão. Eu mesmo esse ano ja fui vítima dessa manipulação suja com um vídeo X, que com a ajuda do Germano, eu abri os olhos.
No fim, todos são manipulados, a questão é: o quão manipulada a pessoa é.

@Matheus

O que você falou faz sentido, porém, duvido muito que existam pessoas que procuram em 15 mil fontes para tirar suas conclusões de notícias e matérias lidas na internet.

Anônimo disse...

Germano, vou achar uma matéria da Folha que é um "lixo" e vou tentar escrevê-la imparcialmente.

Eric 1ªA

Matheus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Matheus disse...

@Giancarlo
Não disse que é necessário, só disse que isso seria o ideal se você realmente quer ter algo pra falar na hora de discutir sobre o assunto, não quis dizer que é imprescíndivel fazer uma pesquisa extensa sobre o assunto, mas você nunca vai saber a história inteira sem deturpação só de consultar uma única fonte, as vezes a omissão de um fato pode prejudicar completamente a verdadeira história por trás da notícia.
Assim como a própria matéria do "Proteste Já!-Censurado" (sim eu sei que ja foi exibido) o UOL estava claramente do lado do CQC, com uma leve parte que falava do lado da escola(Não discutirei se a escola é culpada de corrupção, só usei um exemplo de manipulação[Também não disse que ela esta certa]).
Mas mídia ideal só existe na utopia, assim como ouvintes ideais.

Lucas Rosamilha disse...

"Mas mídia ideal só existe na utopia, assim como ouvintes ideais."
@matheus
falou tudo! o ruim é que parece que tudo ideal está na utopia, principalmente quando envolve governo + população no Brasil

giuliana1903 disse...

Nossa, é muito chato mesmo esses e-mails que chegam com IMPORTANTE e essas coisas, e muitas pessoas acreditam em qualquer coisa que ve na internet e até repassam os e-mails. E assim cria um ciclo onde a noticia se espalha até chegar na situação das pulseiras do sexo, que com certeza foi consequencia da internet. Por isso e vários outros exemplos não devemos de jeito nenhum acreditar em qualquer coisa que vemos na internet, primeiro temos que pesquisar sobre o assunto antes de tirar conclusões.

Júlia Morais 8 A disse...

É, não dá mais pra confiar no que a internet diz, não dá pra saber se é verdade ou mentira. E esses
e-mails de hoje dia irritam. As vezes você recebe o e-mail varias vezes, porque o pessoal acredita que se "passa o e-mail vai aperecer tal coisa na tela", ou que "tudo que você respondeu vai acontecer no seu futuro", mal bestera que o pessoal inventa, eles tem tempo de sobra pra inventar essas besteras mesmo.