Pesquisar este blog

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Pedofilia

Por Paulo Pacheco - 9ºA

A pedofilia, atualmente, é definida simultaneamente como doença, distúrbio psicológico e desvio sexual (ou parafilia) pela Organização Mundial de Saúde. Nos manuais de classificação dos transtornos mentais e de comportamento encontramos essa categoria diagnóstica. Caracteriza-se pela atração sexual de adultos ou adolescentes por crianças. O simples desejo sexual, independente da realização do ato sexual , já caracteriza a pedofilia. Não é preciso, portanto que ocorram relações sexuais para haver pedofilia.O fato de ser considerada um transtorno, não reduz a necessidade de campanhas de esclarecimento visando a proteção de nossas crianças e adolescentes e nem tira a responsabilidade do pedófilo pela transgressão das barreiras geracionais. Esses últimos nos escutamos varias noticias sobre padres pedofilos e padrastos abusando de suas “filhas”. Apenas no primeiro semestre foram registrados 4.000 casos de pedofilia, mais de 13.567 denuncias de pedofilia este ano, foram feitas pesquisas que indicaram que há mais de 1.300 sites e blogs sendo criados todos os dias com assunto de pedofilia.Em uma reportagem sobre a pedofilia, uma trabalhadora da emissora havia se passado por uma garota de 13 anos em um site de pedofilia para registrar o caso que ocorre no site. O homem com quem essa mulher conversava havia pedido para a garota(a trabalhadora da emissora) fazer uma conversa por vídeo, o mulher rejeitou, mas o homem continuou há conversa por vídeo, e quando ele apareceu, ficou se masturbando na frente da “garota” .
RIO - Um pastor evangélico acusado de pedofilia foi preso por policiais da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima, na manhã desta sexta-feira, na Zona Norte. Nelson Pereira Souza, de 54 anos, é pastor da 2ª Igreja Batista de Brás de Pina. Ele é acusado de ter abusado sexualmente de uma menina de 12 anos. Os abusos teriam acontecido durante dois anos, segundo informou o telejornal "RJTV".
---------------------------------------------------------------------------------
Um observação para o Paulo: faltou acrescentar qual é o limite de idade considerado crime, compará-lo com o considerado patologia.
Aos demais:
- Pessoal, agora que surgiu o debate, leiam os comentários já escritos antes de postar o seu.
- Mais uma vez, o texto não é meu. É, na íntegra, do autor indicado. Mais um que teve coragem e escreveu para o blog.

6 comentários:

Vitinho 8A disse...

Acho que isso é uma coisa que não deve ser tolerada e que nós devemos tomar uma atitude quanto a isso.

Lucas Rosamilha disse...

Na moral, muito idiota isso. É a mesma coisa de reclamar de um cara que é pscicopata, vc acha que o cara faz isso por que ele quer ? Exatamente por isso é considerado uma DOENÇA, distúrbio psicológico. Doenças nao sao escolhidas em prateleiras, especialmente distúrbios mentais.
Aí as pessoas ficam falando : "os cara faz isso e nem é preso", é óbvio que nao é preso, se for provado que vc tem um distúrbio mental, vc é considerado inimputável (nao pode ser preso), o que na minha opiniao, parece justo.

Germano disse...

@rosamilha
Muito bom o ponto.
Fica o ponto a se ponderar: se realizarmos um diagnóstico forçado em toda a população, poderemos prender todos os que foram diagnosticados com a doença? puni-los antes de acontecer o crime.

Queria deixar os comentários comerem mais, mas o rosamilha já matou o ponto. Além do que, há cem anos, era comum casar um adulto de 35 anos com uma menina de 13 anos, para aumentar o tempo de fertilidade dela. Ou seja, até que ponto surge a doença e até que ponto é costume da população.

Matheus disse...

@Germano
Acho q dá pra dizer q o ponto é até onde deixa de ser algo q a pessoa deseja fazer pra ser algo q não lhe agrada, ou em certos absurdos como se um velho de 60 anos tenta fazer alguma coisa com uma menina de 11, ai sim tem de se averiguar com mta calma. Resumindo, vai mto do bom senso do juiz.

Daniel disse...

@Germano
Eu acho que, se o cara tem distúrbio mental e já cometeu atos de pedofilia ou coisas assim, ele devia ser preso, pois, se ele já abusou sexualmente de alguma criança, ele pode fazer coisas piores. Agora, se o cara possui esse distúrbio, mas não cometeu nenhum ato de abuso sexual, ele não teria razão para ser preso. Isso é a minha opinião.

Lemos 9ºA

Anônimo disse...

Não é só pq o cara tem distúrbios que ele pode ficar "solto" por ai fazendo coisas "fora da lei". Vamos tolerar só pq ele tem uma doença? Queria ver se fosse sua filha...

@AninhaCalvo