Pesquisar este blog

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

O que choca você?


foto retirada de: www.uol.com.br

Olhando a esta imagem, percebo inúmeros problemas, alguns mais chocantes do que outros.
Que o Rio de Janeiro já foi tomado pelos morros todos já sabemos. Mas seria muita hipocrisia dizer que isso é somente um problema do Rio. É um problema da maioria das grandes cidades do Brasil.
Notei que, na foto, uma pessoa mira a arma para um lado e a outra para o outro, como se fosse uma escolta. Até aí, passado o choque, é o que essas pessoas armadas tinham que fazer. Foi a função que o chefe do morro pediu a elas para ser cumprida, quando lhes entregou o "equipamento". Em outras palavras, não espero comportamento humanitário por parte do crime organizado.
Sobrou observar as demais pessoas.
Duas pessoas encostadas na parede, um passando e um "casal" conversando. A tranquilidade dessas pessoas que não estão armadas, ou visivelmente junto aos traficantes, me parece ser o maior problema. Aliás, encontro dois: a banalização da violência e a atração do poder do crime sobre as pessoas.
Quando pessoas nas ruas acham normal outra pessoa levantar uma arma daquele calibre, percebo agora que uma arma tem até mira telescópica, é porque houve um completo abandono do Estado. Essa região não vive sob a influência do governo, mas sim do governo paralelo, o do tráfico.
O outro ponto concentra-se na mulher da foto. A naturalidade com que ela conversa, seu vestido, seus sapatos com salto alto, seus colares e bolsa mostram que ela está arrumada para a ocasião, para o encontro com o que quer que tenha ocorrido por alí.
Isso me lembrou uma pesquisa da faculdade de psicologia da USP, mas que tomei conhecimento por intermédio do Prof Doutor Marcos Lopes, que dizia que entre as meninas da rede pública nas periferias, o que elas achavam mais bonito no homem era o tamanho da arma. Quem me dera isso fosse uma piada de duplo sentido. Não o é. Os valores nessas regiões mudaram tanto que a masculinidade deixou de ser a responsabilidade, o trato para com o próximo, a firmeza, o nível intelectual, ou até o tamanho do corpo. Para essas mulheres, nessas periferias, o homem precisa ter uma arma para ser homem, para ela se sentir segura. Precisa ser do crime, porque é o lado mais forte e porque é isso o que atrai essas mulheres: força e segurança.
Os dois pontos só retomam a ideia de que nossos valores morais não valem nada por aquelas bandas. Por isso é meio estranho dizer que esses traficantes são monstros, e não pessoas. Eles são, apenas, o que o nosso Estado falhou em educar.
Nota explicativa: em momento algum quero dizer que traficante não deva ser preso. Há uma grande diferença entre entender "o porquê do crime" para combatê-lo e "o que fazer com o crime" que já está sendo praticado.

53 comentários:

Bella disse...

O problema é a indiferença do Estado. Se eles não conseguem dar conta dos traficantes, ja que não receberam uma boa educaçao, pelo menos não deviam permitir que isso se repetisse com as crianças de hoje.

Gabi Nassif disse...

Realmente, os valores mudam muito de acordo com as cultura local e, principalmente, pelo que é imposto pela sociedade. Estes traficantes desenvolveram um "governo próprio" porque há um descaso do governo. Sabendo que estas pessoas não tiveram as mesmas condições de ter uma educação como a de alguém com mais instrução, não há como exigir delas um comportamento semelhante a alguém que vive, figurativamente, em outra realidade.

Maria Gabriela Nassif 8°B

Bia disse...

Eu acho que a cada ano o crime vai aumentando no Brasil, pois se em uma família há traficantes qual será o futuro da criança da família? Ela poderá, matar, traficar e roubar no futuro, pois a cada dia ela vê o pai ou irmão roubando. E o trafico esta indo de mal para pior. Será que esse será o futuro das crianças?

Beatriz 9ºB

Anônimo disse...

Concordo com que a Bella disse, mas para que isso acontesa é necessario que mudemos a ideia de que para quem mora nas favelas o trafico é o caminho mais rapido para se conseguir o que quer.

Bruno Gioia 1°A

Anônimo disse...

Mas é verdade o que o texto diz sobre mulher gostar de homem armado e o que tem a arma maior é o mais disputado...
pq meu se vc pensar bem, lá tem muita muita gente armada e tipo se uma pessoa num gostar dela ou se alguém tiver algo contra ela é só vir e dar um tiro... daí eu acho que elas se sentem realmente amis seguras pelo fato do cara ter uma arma maior e poder defender ela melhor...

eu tbm li uma reportagem uma vez que meninas adolescentes preferem os traficantes... num lembro o porque mas eu lembro que elas prefiriam os meninos do morro armados e tudo..
tipo a casa delas são perto das favelas e anoite quando tem festa lá em cima, ao invés de irem pra balada onde tem outros caras ricos elas preferem ir lá na festa do morro...

Kim 1B

Anônimo disse...

Mas é verdade o que o texto diz sobre mulher gostar de homem armado e o que tem a arma maior é o mais disputado...
pq meu se vc pensar bem, lá tem muita muita gente armada e tipo se uma pessoa num gostar dela ou se alguém tiver algo contra ela é só vir e dar um tiro... daí eu acho que elas se sentem realmente amis seguras pelo fato do cara ter uma arma maior e poder defender ela melhor...

eu tbm li uma reportagem uma vez que meninas adolescentes preferem os traficantes... num lembro o porque mas eu lembro que elas prefiriam os meninos do morro armados e tudo..
tipo a casa delas são perto das favelas e anoite quando tem festa lá em cima, ao invés de irem pra balada onde tem outros caras ricos elas preferem ir lá na festa do morro...

Kim 1B

Anônimo disse...

ah gente só lembrando que tipo tem um taxi, T-A-X-I ali parado do lado de tudo tipo OMG *_*

Kim 1B
:B

Anônimo disse...

Repito o comentário da última postagem, "esse pais é uma palhaçada".
Sim, os traficantes são gente também mais meu, andar pela rua da sua região de dar de cara com 2 cara com arma andando livremente, isso é chocante, da medo e ninguém mais sai de casa, pois não há segurança.
Gabriel Pontelli 9°B

larissa 9ºB disse...

eu comconrdo com a Kim, porque ali naquele "governo" como são os caras armados que mandam, as garotas preferem... e realmente acho q o governo "de verdade" deveria tentar educar as crianças e tentar ao menos tirar os adolescentes do crime porque nós(adolescentes e crianças) somos o futuro do mundo, e eu não to dizendo que é facil mais eles poderiam ao menos tentar

Lucas Rosamilha disse...

os valores mudam de acordo com a situação, a naturalidade da mulher realmente espanta, apesar de que não conheço o Rio e não sei se é algo familiar do bairro ou algo do tipo.

mas enfim em relação à pesquisa da USP, é algo que essas meninas crescem vendo, são seus "colegas de classe" esses traficantes, que não tiveram muitas oportunidades, ou não souberam aproveitá-las, de todo jeito melhor nem imaginar como será o Rio daqui uns anos se a educação continuar assim.

obs: a arma do traficante é melhor que as dos policiais.

Paula disse...

Bom, penso que essas pessoas vivem em um mundo "paralelo", completamente diferente, com até leis diferentes !(como o Germano disse hoje em classe e que discutimos).Essas pessoas já cresceram em um ambiente de violência, acho que por isso das mulheres buscarem nos homens segurança (através das armas etc ).
Nessas favelas, quem manda é o chefe do morro e as pessoas obedecem suas leis, vivendo assim em um ambiente violento, e que se torna uma espécie de rotina o fato de pessoas armadas sairem pelas ruas !
Enfim, é necessário que, essa falha do Estado (que abandonou essas pessoas) seja reparada !
Educando, fazendo reformas sociais, trazendo caminhos para essas "pessoas abandonadas", para que elas vejam que o melhor caminho pode não ser o da violência, drogas e etc.Porém, trazer caminhos,ou seja ,chance de um futuro melhor, é muito difícil,pois as pessoas veem mais facilidade nesse realidade de tráfico de drogas etc !

É isso !

Paula 1A

Sarah disse...

"Mas é verdade o que o texto diz sobre mulher gostar de homem armado e o que tem a arma maior é o mais disputado...". lógico! é o único meio dela se sentir segura em um local como esse, onde traficantes desfilam com "aquelas" armas. Ela tendo um marido/namorado desse estilo, a preucupação, (se é que existe alguma, porque na foto não demonstra) é até menor.
Sarah Goulart 9ºA

Anônimo disse...

continuando com meu comentário, é triste que essa cena seja a realidade do Rio de Janeiro. Estamos falando de um estado Brasileiro, e pelas imagens parece até um país do oriente!, onde há guerrilhas e é comum a população conviver com esse tipo de situação. Eu gostaria muito que a polícia exercesse o seu verdadeiro papel na sociedade, que é o de reprimir e combater o crime, para nos trazer segurança.
Sarah Goulart 9ºA

Ex - anônima disse...

A cada dia que passa, a sociedade consegue se destruir mais. Seja moralmente ou fisicamente, a banalidade já tomou conta das ruas. Tudo isso só mostra como os valores se perdem com o tempo e com interesses. As pessoas, simplesmente, deixaram de lutar por aquilo que acreditavam e abandonaram suas opiniões próprias, para aceitarem as dos outros.
A questão não envolve só cultura. Envolve educação, respeito e força de vontade. É muito fácil viver acomodado, ao lado de quem comanda. É por isso que as mulheres escolhem as maiores armas.
O difícil é bater de frente com a realidade, exigir posição, não só do Governo, mas da própria sociedade.
Nossos pais lutaram contra ditaduras políticas e sociais e nós nos deixamos dominar por drogas, dinheiro e crimes.
Não sei mais o que está acontecendo nesse mundo maluco...
Mas, com certeza, se eu pudesse pará-lo e descer, já o teria feito há muito tempo!

Fifty disse...

Olha traficante é gente sim, o preço de nao ter a vontade popular é esse, antigamente as pessoas saiam na rua e pelo menos tentavam mas hoje em dia as pessoas querem ser só mais uma do sistema que trabalha só para sobreviver e nao para ter uma vida de verdade.
E em termo da mulher ,não é brincadeira ,toda mulher qué um homem que lidere e pra mim isso não é nenhum problema , estamos apenas sendo SERES HUMANOS!

Abner disse...

O trafico esta cada vez maior no Brasil, isso acontece porque a pessoa que nasceu na comunidade(mais conhecuda como favela) nunca tem oportunidade na vida,Ou ela joga futebol ou vai traficar, isso ai so vai mudar quando todos forem tratados igualmente, nao estou dizendo que precisamos impor o sistema socialista, mas estou dizendo que precisamos tratar as pessoas como nos queremos que tratem agente.

Gabriel Pontelli,
Eu discordo de você quando você diz que o nosso país é uma palhaçada, palhaçada é o que as pessoas bem de vida fazem com quem é '' FAVELADO '' ao inves de ser generoso, ''gente boa'' com eles, essas pessoas que tem tudo de bom so desprezam os necessitados, elas chegam e falam pro neguinho da favela '' SEU MERDA EU ANDO DE NIKE E VC DE HAVIANAS'', ai o que o neguinho favelado faiz? vai la pega um revolver e mata o riquinho, e outra coisa, as pessoas morrem de medo dos traficantes, e quanto mais medo as pessoas tiveram pior vai ser pois eles vao ver que com arma na mao eles dominam tudo, as pessoa deveriam incluir eles na sociedade como pessoa normais, pois ai talvez eles largassem as armas e todos viveriamos felizes sem esse tipo de problema.

Abner 1B

Anônimo disse...

Com todas essas discuçoes, nao posso deixar de lembrar de varias conversas que ja ouvi da empregada de uma amiga minha. O gabriel do 9 disse "isso é chocante, da medo e ninguém mais sai de casa, pois não há segurança." Eu até concordo que é chocante mesmo porque se estivesse la nessa hora nao ia ficar com cara de paisagem como a moça, mas é justamente isso que mostra que isso ja é uma coisa normal. nao normal para nos ou uma coisa que deveria ser aceita, mas é uma realidade pra eles. A empregada da minha amiga disse que onde ela mora ela tem mais proteçao dos traficantes do que da policia e eu acho que isso que mais me assusta. até que ponto que vai o descaso do governo pra uma pessoa se sentir mais segura com os "viloes" do que com os "herois"?

zara 1A

Anônimo disse...

Não da para ignorar o que está acontecendo, as grandes cidades já foram tomadas pelo problema, mas não existe um meio certo de acabar com isso. Os caras não são fracos pois até helicoptero de polícia já derrubaram. O que me choca são imagens como essas que mostra que já tomaram conta das grandes cidades.

Abner disse...

Zara quando você diz viloes você se refere aos bandidos que ficam nos morros, mas eu acho que eles nao podem ser considerados vilões, tem muito bandido ruim por ai , mas tem aqueles bandidos que so sao bandidos porque se nao forem o chefe do morro mata eles, e depois eles simplismente se protegem, as pessoas ricas morrem de medo chamam a polícia, e a polícia sobe no morro com a intençao se matar todo mundo só porque uma pessoa rica denunciou. Eu nao entendo porque as pessoas tem tanto preconceito com o favelado, so pq a casa deles é so de tijolo e nao tem massa corrida...eu acho que os favelados sao em sua maioria influenciados pelo crime pois a sociedade é preconceituosa com eles.

Abner 1B

Bella disse...

Mas tem pessoas boas nas favelas(podem nao ser muitas) que convivem todos os dias com a violencia e estudam na mesma escola de um traficante e nem por isso saem por ai matando as pessoas por nada.Entao, acho que o que faz uma pessoa ser assim nao é o meio no qual ela vive, mas sim os "amigos" que ela escolhe.

Lucas Rosamilha disse...

@ABNER
po abner e vc acha certo o cara mete bala no outro só porque o outro tem um tenis da nike e ele uma hawaina?

os "favelados" não tiveram oportunidades mas ficar atirando em quem teve tb não tá certo.

Lucas Rosamilha disse...

hawaiana* hehe

Rafael giovannini disse...

bom primeiro devemos prender e aplicar penas duras para essas pessoas para que sirvam de exemplo mas isso não adianta devemos fazer projetos sociais nas comunidades outra coisa que deve ocorrer é deixar o jovem ocupado logo que ele sai da escola com esportes e coisas que sejam da cultura das ruas o que eles gostam como por exemplo hip-hop.
Uma coisa que me irrita profundamente é que vivemos em uma sociedade hipócrita quem nunca viu em tele jornais escrito: policias matam supostos traficantes eles serão investigados pois um deles era suposta mente inocente.
bom primeiro isso é a hipocrisia você não sabe o que passa na cabeça do policial para matar uma pessoas você não acha depois que ele manta o cara ele não fica pensando no que ele fez e outra nem um policial sobe o morro porque quer nem um policial atira porque quer eles atiram por instinto e o pior quando morre um estudante de classe alta a uma manifestação terrível mas quando um policial morre o que ganha são algumas notas no final da pagina da metrópole.
a solução é policia ativa é cortar o mau pela raíz ocupando os jovens e isolando os chefe de morros em cadeias decentes não a fanfarra que é no Brasil
rafael giovannini 8 a

Paula disse...

eu acho que o estado deveria tomar providencias para que não acontece isso que aconteceu com os traficantes por uma má educação nao se repita de novo com as gerações futuras.


Paula Uzeda 9°A

Giancarlo disse...

O que mais me espanta é o fato da populção da favela se sentir bem mais segura com os traficantes do que com os prórpios policias.

Abner
É verdade que a população da favela é descriminada pelo resto da população. Mais os propios moradores da fevela (não todos) se enxergam como 'favelados'. Eles mesmos se rebaixam e se negam a serem ajudados pela população. Se negam a serem ajudados pelos 'riquinhos', ai também não da para ajudar.


Bella
Os amigos que a pessoa escolhe, nada mais é do que o meio em que ela vive.

Paula disse...

Lucas, a maioria do pessoal que mora na favela não é bandido !não fala assim !

Pedro Monaco 9° disse...

Sobre o assunto do crime existem 2 pontos de vista: O criminoso que é cruel e por isso comete o crime e de que o governo o abandona e o criminoso comete o crime por causa do abandono do governo. Na minha opinião em parte o erro é do governo pois “abandona” o cidadão pobre porem isso não é motivo para o cidadão cometer crime tanto de pequeno porte como furto ou de maior gravidade como roubo a mão armada o que muitas vezes provoca ferimentos ou até pior a morte da vitima. Um grupo de cidadãos que deveria servir de exemplo são os Mendigos que apesar de serem pobre não compram uma arma barata (facas, etc.) e sai assaltando pessoas. Porem o crime também não é cometido apenas por pessoas pobres, mas também por pessoas “ricas” como, por exemplo, não da pra dizer que um traficante que vende drogas tem armas em seu “arsenal” como pessoas que trabalhão para ele, ou seja, essa pessoa não precisa de ajuda do governo porem mesmo assim continua cometendo crimes para ganhar dinheiro. Não concordo que os criminosos matem ou machuquem pessoas para conseguir dinheiro ou bens de valor. Na minha opinião criminoso deve ir para cadeia! E se for um crime grande (feriu, matou ou prejudicou a outro cidadão) deve ir e não sair mais da cadeia!
E pessoas que matam com armas de fogo logicamente sabem atirar e se for por questão de falta de dinheiro e/ou de emprego que cometeu o crime o governo podia oferecer uma vaga no exercito para essas pessoas em troca de um bom salário afinal nós não sempre vemos anúncios e propagandas principalmente em canais da TV aberta que temos poucas pessoas no exercito e precisamos de mais soldados? E pessoalmente eu conheço varias pessoas que foram para o exercito contra a vontade própria simplesmente porque foram chamadas e forçadas a irem servir! Desta maneira teríamos mais soldados, e menos pessoas que não gostariam de ir para o exercito seriam forçadas a ir!

Anônimo disse...

Abner, quando eu escrevi nao tive intençao nenhuma de ser preconceituosa. Nao sei se voce entendeu errado o que eu disse ou fui eu que nao entendi o que voce disse. Mas eu concordo com voce, quando se disse que ha muito preconceito, porque realmente, nao é porque a pessoa mora na favela que ela é "favelada". o conteito de favelado(a) é estranho pra min, pode ter varios significados mas voce entendeu, vai. Quando eu falei "viloes" foi num sentido figurado que os traficantes(no geral, nao sei a historia de cada um deles, nao sei qual esta fazendo isso por que quer ou porque nao teve opçao) enfim.. traficantes estao cometendo crimes, seja com drogas armas seila, e que se me permitissem a brisa, a policia seria o batman,sabe? salvando as pessoas daqueles que estao fazendo coisa errada.

Zara 1A

Bia disse...

Eu concordo com a bella, há muitas pessoas boas nas favelas. Não sei se vocês viram a reportagem, mas um menino na favela foi morto por engano pois seu irmão estava com uma dívida de drogas e acabaram matando o irmão dele, ou seja morrem mais pessoas boas do que as violentas. i Com isso, nos podemos perceber que a educação é a mesma, mas por que isso acontece?

Beatriz 9ºB

Bia disse...

Quando eu vejo jornal, sempre quando tem notícias sobre assaltos, sempre há dois ou três de classe A, agora a pergunta é: Porque faze isso se eles tem tanto dinheiro? E ainda muitos pais nem ligam pra isso eles falam que os filhos são inocentes.

Beatriz 9ºB

Germano disse...

@kim
O texto é de minha autoria.
@Zara
Herói é simplesmente um ponto de vista. Em uma sociedade que não inclui a todos, os excluidos nos chamam de vilões.
@giancarlo
Como assim os pobres se negam a receber ajuda? como você confirma isso?

VitinhoxD_8°A disse...

sei não... acho q isso mostra uma certa insegurança e falta dos pms a noite. Na verdade eu queria saber qual era o objetivo dos caras?!?!era assusta o pessoal,roubar??que que era?

VitinhoxD_8°A disse...

tambem não sei se realmente precisava de tudo isso pra transportar drogas...

Lucas Rosamilha disse...

@PAULA
o paula num falei que todos são bandidos, só to falando que roubar ou matar quem teve mais previlégios na vida tb não é certo.

Abner disse...

@Lucas Rosamilha

Eu não disse que é certo um cara meter tiro no outro so porque ele anda de havaianas e o outro de nike, eu quis dizer que o cara que anda de nike provoca o que anda de havianas dizendo '' SEU MERDA '', eu acho muito errado essa atitude, mas se o cara de nike provoca...

@Giancarlo

Como assim os pobres se negam a receber ajuda? 2
Mas tambem depois de humilharem os ''favelados'' e descriminarem, eles vao oferecer ajuda,ex: o cara mata sua mae e você vai perdoar ele assim facilmente? nao vai.

@Zara

Zara, se para você favelado nao tem um conceito concreto, porque seu amigos e até mesmo você ja me chamaram de favelado, so pelo fato de eu ser corinthiano?

sarah disse...

Eu acho um absurdo como o mundo está hoje.Os traficantes saem de moto com armas como se fosse normal ,ainda mais as pessoas que estão ao redor deles agem como se nada estivesse acontecendo.
Mas na maioria das vezes os traficantes não tem culpa de serm assim as vezes seguiram o exemplo da familia que era traficante ou pode ser que não receberam educação do governo.
O que eu acho a maior tontice é que as mulheres pensam que se tiverem um namorado com armas estarão protegidas ,mas isso é totalmente ao contrário pois por exemplo podem a pegar de refém por que o seu namorado traficante não pagou a droga !!!

Bella disse...

@Pedro Monaco, acho que para uma pessoa entrar no exercito ela nao deve saber apenas atirar, acho que como em todos os empregos a pessoa tem que ir além, saber mais coisas de conhecimento geral, o que , uma pessoa que vive do trafico de drogas nao deve ter.

Anônimo disse...

Eu discordo do Abner, pois, na minha opinião, não é toda a culpa que cai em cima dos traficantes. Isso envolve várias coisas, incluindo a família, a forma como ele foi educado... Eles não tem muita escolha, é a forma de vida que eles conhecem, é o mundo deles.
Isso justifica tambem o fato de as mulheres avarem o homem de acordo com o tamanho da arma. Elas se sentem seguras ao lado de um cara com uma arma na mão, pois é um reflexo de sua sociedade.
E o pior é qe isso tambem pode estimular cada vez mais esse tipo de violência.

Anônimo disse...

ps: esse comentario de cima é da Thaís do 1º A, desculpa esqueci de coloca =/

Giancarlo disse...

@Abner e Germano

Eu não generalizei, mais em todo caso, Existem várias ONGS nas favelas que levam educação, inclusão social, cursos, ajuda e tudo o que eles tem direito, porém existem muitos moradores de favelas que acreditam que nasceram para ser contrabandistas, donos de morro, traficante e por isso, se negam a estudar, a entrar em um programa de inclusão, a tentar melhorar de vida, negam a ajuda oferecida.
Em uma matéria do Fantástico, foi gravado um meninp que queria ser traficante quando cresece e para isso não precisaria estudar. A ajuda para esse menino estava la, porém ele virou as costas.
Minha mãe que é medica, possui muuitos pacientes pobres, que falam para ela que vivem muito bem do jeito que estão, e que não precisa da ajuda do governo corrupto.

Germano disse...

@Giancarlo
Mesmo sendo um menino, não serve de mostragem. A decisão dele de ir pro crime não é nada ilógica. Ficou entre trabalhar duro e ter uma vida entre a fome e a pobreza, ou entrar para o crime e ter a vida que a televisão mostra para ele que existe.
Para muitos, essa ajuda pode parecer mais um "cala a boca" do que qualquer outra coisa.

Germano disse...

ops... amostragem.

****gaby**** disse...

Eu tambem concordo com Kim. Porque meu, elas tem que sentir protegidas num lugar que só tem pessoas "perigosas". Mais hoje em dia a própria mulher ja se defende sozinha, ja é traficante, e em alguns casos a mulher leva o homem a provar coisas novas.
Tambem acho que o Estado devia tomar providencias sobre esse assunto. Ja que eles não conseguem tratar essas pessoas doentes, poedia pelo menos poupar outras pessoas de sfrerem por causa disso. Mais creio que não é muito possivel cuidar de cada pessoa de Sao Paulo.
Mas como fala no texto, isso em alguns locais é normal para eles andarem armados, ou para se proteger ou para contratacarem mesmo!! Mas eu tambem acho um absurdo essas pessoas da favela se sentirem protegidas num lugar TOTALMENTE perigoso.Em certa parte eu entendo em outra parte é meio confuso.
E eu acho que é isso =D
Gabrielle 9°B

Paulo disse...

Paulo 9A

muitas das vezes as pessoas entram no rumo do rubo por causa de um familiar, que des de pequeno conviveu com um familiar ladrão que pode ter chegado a matar alquem. Com isso a criansa convive com o crime é pode ser facilmente influenciada porcausa desse familiar.

Outro fator que influencia o roubo é a sustentação do vicio de drogas, varias vezes se oa pessoa não tem o que presisa para coprar a droga ele acaba roubando ou matando alquem para consequir isso.

Varias pessoas são mortas todos os dias porcausa do vicio das drogas, tanto quem usa tanto quem não usa, um exeplo ja citado foi de um garoto que foi confundido com o irmão e acabou sendo morto por causa de uma divida do uso de drogas.

Outro exemplo repulsivo da divida de drogas é de um homem que tinha uma divida de drogas e foi esfaquiado varias vesses, e depois se corpo foi posto em um carrinho de super mecado e jogado ladera a baixo. Isso deve ter acontesido no Rio. Isso mostra o que pode aconteser com pessoas que roubam e usam drogas e participam de conflitos armados com pm ou outros traficantes.

ester góes :D disse...

"Mas é verdade o que o texto diz sobre mulher gostar de homem armado e o que tem a arma maior é o mais disputado...". Isso é uma frase óbvia, porque no Rio infelizmente tem lugar nas favelas que se você não tem um homem armado pra te proteger, você vai sim ficar com medo e insegura.

Matheus C. Mello disse...

O crime começa desde que um muleque de 5 anos chega pra um garoto qualquer e roba um simples doce ameaçando bater nele, ai que começa a sentir o poder.

Mais velho ele ja vai começar a robar lojas, carros como todo marginalzinho que não teve infância que passou a sua vida cercado por homens armado até os dentes.

Quando Adolescente , já vai estar caido nas drogas, nas bebidas, e não é só apenas os moradores do "morro" e sim varios garotos e garotas de classe media que vai pro lado do tráfico atraves dos amigos e isso acaba levando a mortes, pois o dinheiro acaba, você quer mais drogas não tem como comprar , acaba se individando e morre esfaqueado ou baleado na cabeça.

Quando adulto foi oque você citou,
eles ja adquirem armas e partem pra roubos maiores, bancos, supermecados, e ainda ganha mais poder que foi oque você disse.
"o que elas achavam mais bonito no homem era o tamanho da arma.", pensando que podem ganhar a mulher que quiser pois vai dar "proteção a ela"

Agora você le isso aqui a cima e pergunta: Ah, na favela não existe educação então?

claro que existe, existe varias instituições (ONGS) que levam a educação pra 'comunidade' mas nenhuma é levada a serio por eles, ela é 'habitada' apenas por garotos mais novos que tentam evitar que entrem no crime.

E concordo com você ele tem que ser preso, mas não ser morto, tem que ser 'curado' para ter uma vida normal.

Matheus Corrêa de Mello - 9°A

Anônimo disse...

Eu acho que não precisa generalizar sobre as outras pessoas que moram nos morros, nem todos são delínquentes, porque se você ver os melhor esportistas do Brasil vem dos morros; As mulheres também, nem todas pensam só na "arma dos homens" tem muitas mulheres que só moram lá por não ter outra escolha.

Daniel Neves Russo 9º A

Abner disse...

@ Thais
Eu não lembro de ter falado que toda culpa cai emcima dos bandidos...

@ Giancarlo

Por acaso o ensino que essas ONGs dao é de qualidade, a ponto da criança crescere poder ter chance de passar numa usp????O menino que voce citou simplismente teve a influencia de um traficante em sua vida, e percebeu que alem de ser mais facil o trafico da muito dinheiro.E essas pessoas que dizem que nao precisam de ajuda porque o governo é corrupto, o governo é corrupto mesmo (ex ARRUDA), receber a ajuda deles e nao receber da quase a mesma coisa...ou sera que nao...

Ana* disse...

Na minha opinião de primeira impressão parece que o Estado desistiu de tentar combater o crime e vamos concordar que ele não tem estimulo nenhum pois afinal, a população que é a mais interessada em combater, não está nem ligando, como por exemplo na foto aquele casal que parece nem ligar com aquilo e pior que parece concordar com aquilo. Isso é a realidade.Ruim mas é.

Ana Carolina Rossi - 9°A

Matheus disse...

Concordo isso é uma vergonha para o país

Daniel disse...

O que o estado tem que fazer agora é cuidar para que cenas como essa não aconteçam no futuro...


Daniel Peterlevitz 9A

Matheus [A.C] 1ºA disse...

É interessante ver uma foto dessas, e também é interessante perceber as diversas reações ao ver a foto. Eu no RJ sempre fico na casa de meus avós que fica numa favela, e sinceramente não vejo isso tão escancarado dessa forma, essa foto acredito que foi uma questão de sorte, porém de fato SERIA(infelizmente) uma situação que não deveríamos ver(no sentido de não ter nem acontecido e não no sentido de oprimir esses momentos) ou até presenciar. Agora também nos colocamos no lugar desses que estão nas motos, vivem em praticamente em "outro mundo", passam por necessidades totalmente diferentes das nossas que temos até um computador para estar vendo e comentando uma foto dessa, vêem amigos, parentes ou até pessoas proximas ganhando mais com o errado que é um "absurdo"(seria o certo isso) pra nós(e o mais FÁCIL pra eles) ou você acredita que eles imaginam estar fazendo o certo? Ninguém acha certo matar. Porém é o mais FÁCIL.
Como também é fácil traficar e ganhar BEM MAIS dinheiro e BEM MAIS rápido.
De fato é uma cena chocante, devem SIM tomar uma atitude contra esse tipo de situação. Mas do jeito que ta, eles tomam o poder, daí "Só Jesus salva" haha...
E vendo o GOVERNADOR do estado do RJ BÊBADO, isso mesmo BÊBADO na televisão e isso sendo mandado pra fora do país como uma "piadinha", eu sinceramente acho melhor esperar Jesus...

Ricardo disse...

Acredito que seja um absurdo as pessoas se acotumarem com este tipo de coisa, e o mais ridiculo é que parece que o governo não vê jornal ou então esta ocupado passando a mão no dinheiro do nosso bolso que deveria acabar com estas cenas chocantes.