Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Fogo na Rússia

Enquanto tem gente que ainda credita que não há o tal do "aquecimento global", a Rússia está passando por um dos verões mais quentes de toda a sua história. Pessoas que nunca souberam o significado empírico de 40ºC estão sentindo na pele. A vegetação, que não foi feita para aguentar essa temperatura, está seca e acaba facilitando os incêncios naturais.
Mas, desgraça pouca é bobagem. Os incêndios se aproximaram de Chernobyl e suas áreas infectadas. Em princípio, acredita-se que a radiação esteja enterrada e a fumaça não leve material radioativo. Em princípio. Só as medições dirão se não haverá uma nova fumaça radioativa passeando pelo continente.
De qualquer maneira, vale pensar sobre os dois desastres ligados ao homem: A queimada, devido ao aquecimento global, e a área contaminada com material radioativo.

12 comentários:

Marthaa_;) disse...

Pois éé... E tem gente que ainda está nem ai... Tudo bem pode ser longe... Mas também... Hoje pode ser na Rússia, quem sabe amanhã não será aqui! Não devemos esperar chegar o problema pra ai sim tomar uma atitude... Temos que tomar uma atitude antes que tudo vire um problema! Agora... Coitado do povo russo, 40º pra eles é muito!

Paulo 9ºA disse...

Eu sabia que o aquecimento global era super serio mas eu não fazia ideia que era tão serio. Para aqueles que não sabem (o que eu duvido que alguem não saiba) a maior parate do ano na Rússia faz temperaturas negativas entre -5ºC e -30ºC ou -40ºC, em minha opinião eu concordo com o antigo professor de ciencias Marcão dizia sobre os humanos: "O unico animal que não faria falta no mundo é o ser humano" e eu acho que esse caso na Rússia é um otimo exemplo.

Anônimo disse...

O que mais me assusta nesse caso é se acontecer uma explosão por causa da radioatividade. Isso já aconteceu há muito tempo atrás e foi uma catástrofe.

Cada ano que passa o ser humano destrói mais o planeta: desastres ambientais cada vez maiores, recordes de temperatura, etc. Onde nós vamos parar?

Eric 1ªA

Victor disse...

é, e tem gente que num ta nem aí pra isso...RESUMINDO:
Isso é sério ...

Vitinho 8A disse...

ops o ultimo foi meu...


vitinho 8 a

Germano disse...

@Erick
Não vai chegar até as bubinas, mas vai queimar as florestas periféricas. Explosão é descartada. Mas, há dúvidas sobre o tipo de fumaça que vai sair das matas que cresceram em solo radioativo.

Maria Carolina disse...

O Greenpeace disse que alguns dos lugares em que os incêndios ocorreram mostravam césio 137, aquele mesmo do acidente em Goiânia, o tal do episódio do brilho da morte.

Medir o potencial de alguma coisa tão instável e indeterminada quanto o das áreas contaminadas por radiação é difícil, afinal, elas ainda apresentam efeitos após quase 30 anos. E ainda é preciso considerar um fator novo: a intervenção cada vez maior do homem no meio ambiente deixa qualquer previsão com uma margem de erro relativamente alta, porque é fácil medir os aspectos visíveis, mas e aqueles que só podemos ver uma parte? Acho que o aquecimento global é um exemplo nítido desse último caso...

Carol - 1ºA

BSM disse...

Tem gente que não liga pra nada até se darem mal!!!!!!!!!!!!!

Lucas Rosamilha disse...

A Rússia é um país do g8, ela tem influência em cima dos outros países que são os principais causadores do aquecimento global, como EUA e Japão e parece não se importar muito. Sinceramente, se nem ela se importa, não vejo o porque de nós nos preocuparmos com ela.
Obviamente que o aquecimento global nos atinge também, mas talvez seja necessário uma catástrofe para um consentimento das maiores autoridades mundiais.

Nunca pensei que fosse te amar! disse...

Tomara q agora as pessoas q não davam atenção comecem a dar!! Pq se não vai acontecer muuuito mais coisas ruins!!

Matheus disse...

@Lucas Rosamilha
Ainda que eu concorde com você luc se ninguém levanta a bunda pra faze alguma coisa quem vai se ferra la na frente vai ser a gente xD.
Falta alguem para de tenta acha o culpado e faze alguma coisa, sim sabemos quem libera mais poluentes, mas não adianta nada se nao cobrarmos.

Thaís Salute disse...

É...em que mundo vivemos??!
Será que algum dia as pessoas vão perceber que não importa o que esteja acontecendo ou onde esteja acontecendo, pode ser na Rússia ou em qualquer outro lugar temos que fazer alguma coisa, hoje é na Rússia,e quando nós menos esperarmos pode ser aqui, o "povo" tem que conscientizar que o bem estar é para o mundo TODO não temos que esperar o problema se agravar para fazer alguma coisa, alguem tem que tomar a iniciativa para tentarmos ter um mundo melhor.

Thaís Salute 8ºA